You are currently viewing Descomplicando o SEO – Passo a Passo

Descomplicando o SEO – Passo a Passo

Conteúdo e SEO descomplicados

Na hora de desenvolver um conteúdo existem coisas tão importantes quanto o SEO. Contudo, fundamental é saber se o seu conteúdo é interessante. Além disso, você está escrevendo para o público certo? Sua linguagem está adequada? Você tem autoridade para falar do assunto em questão? E o mais importante: o assunto soluciona dúvidas e problemas da sua audiência? Ele chega na hora em que ela precisa? Confira esse artigo e faça esse check-up. Depois de tudo isso respondido é hora de construir seu conteúdo. Usando as dicas desses material, chamado “Descomplicando o SEO”, seguramente você vai fazer de maneira mais simples e fácil.

O Google e seus algoritmos

O Google tem critérios bem claros e objetivos para ranquear seu conteúdo. Logo, ele tem que estar bem escrito, atualizado e satisfazer a chamada “search intent” ou intenção de busca do usuário. Além disso, influenciará muito o fato de quem o está publicando e através de qual site. Saiba que a experiência que o usuário tem ao ter contato com o seu conteúdo é determinante para o Google avaliá-lo positivamente. Ainda mais, como algoritmo muda o tempo todo, é sabido que ele sempre mudará a favor do interesse e da melhoria da experiência do usuário. Porém, descomplicar o SEO e aplicar técnicas de melhoria não significa enganar o Google. Significa, contudo, ser parceiro do Google e gerar conteúdo interessante para os usuários dele.

O que significa estar bem ranqueado no Google

Primeiramente, aqui vai uma curiosidade. Você já ouviu valor do “PageRank” do Google? Sim, ele é o algoritmo que gera o ranqueamento do seu conteúdo após as buscas. Obviamente, uma série de fatores interferem para gerar seu resultado. Mas o seu nome é uma homenagem a Larry PAGE, um dos fundadores do Google. Você sabia disso?

Esclarecido isso, vamos à parte prática desse ranqueamento. Logo, estamos falando de negócios, de resultados, de conversões. Primeiramente, importante dizer que as pesquisas indicam que cerca de 60% dos usuários clicam em resultados que aparecem na primeira página. Partindo do pressuposto que 92% dos usuários utilizam o Google nas suas pesquisas, sim, você tem que levar isso a sério. Ou seja, seu lugar tem que ser na primeira página. Outrossim, se estivermos falando em vendas, sim de novo, estar na primeira página, principalmente nas 3 primeiras posições, fará com que suas vendas aumentem.

 

Descomplicando o SEO: etapas indispensáveis para fazer seu conteúdo ter relevância

Primeiramente, para falarmos em estratégia de SEO temos que ter claramente definidos o que, quem e porque você quer atingir com o seu conteúdo, assim como o quanto espera ter de retorno com essa ação. Não abra mão de fazer seu planejamento, ele será seu guia até você atingir seus objetivos. Contudo, apesar de parecer muito complexo, esse roteiro simples, que batizamos de “Descomplicando o SEO” te ajudará a produzir conteúdo otimizado de uma maneira mais simples e ágil.

 

 

  • Keywords ou palavras-chave

    Elas são a alma do seu conteúdo. Ou seja, elas tem que descrevê-lo e estar completamente alinhadas com as intenções de busca do seu cliente. Além disso, as palavras chave tem que estar de acordo com a etapa do funil de venda que seu conteúdo aborda. Certamente, quando criou a sua persona, com certeza você levou em conta qual o interesse dela, não é mesmo? E lembre-se: conteúdo bom é aquele que responde o que seu consumidor quer, na hora em que ele mais precisa. Descomplicar o SEO é isso. Usar as técnicas e incluí-las na sua rotina.

  • Meta Description

    Seu consumidor ou prospect não a enxerga. Afinal, ela está no código HTML da sua página. No entanto, é ela que ajuda a guiar o Google até o seu texto. Segundo o Google, desde 2009 a Meta Description não influencia mais no ranqueamento. Entretanto, quando o usuário procura por uma keyword no Google e ela aparece na sua meta description, para o usuário ela aparecerá em negrito, chamando mais a sua atenção. E isso é que você mais quer, não é mesmo?

    Imagens

    Não existe prova de que o uso de imagens afete o ranqueamento do Google. Contudo, se pensarmos que o Google se preocupa com a experiência do usuário, podemos imaginar que as chances de interferir são maiores, não é? Assim como é quase um senso comum de que um texto com imagens é mais atraente para quem o lê.  No entanto, As imagens podem ser descritivas ou somente decorativas. A dica é: sempre que possível tenha pelo menos uma imagem no conteúdo publicado.

  • Alt Tags

    As ALT tags são a descrição da imagem que você coloca no seu código HTML. Entretanto, apesar de invisíveis para o usuário final, elas são úteis para pessoas com deficiência visual, uma vez que diversos sistemas operacionais as leem, ajudando muito no quesito inclusão digital. Sempre tenha uma palavara chave nessas tags.

  • Title Tags

    Essa é a descrição de que está no seu conteúdo. Ela aparece quando você coloca o mouse sobre a foto sem clicar. Muito útil pois torna o texto mais amigável. Nelas também devemos ter uma palavra-chave.

  • Headings

    Um texto bem dividido é sempre mais fácil de ler, não é mesmo? Os headings, ou cabeçalhos, são muito importantes para a compreensão do texto. Além disso, o H1, título, e o H2 sub-título são lugares ideais para posicionar suas palavras-chave. Mas lembre-se: se você não quer confundir o robô do Google, use apenas um H1 em cada conteúdo produzido.

  • Links Internos

    Seu site é a sede da sua empresa na internet. Logo, quanto mais tempo o usuário ficar nele, melhor para você. Em suma, você precisa dar motivos para que isso aconteça. Não se esqueça que estamos falando de experiências positivas, é claro. Ou seja, diversifique seu conteúdo e ofereça outras possibilidades para  mostrar esse conteúdo para seu cliente. Estimule-o a querer ler mais sobre um assunto e dê a ele essa oportunidade atravé de links internos que o levam para outro local o seu site. Afinal, ideal é saber todas as respostas que seu conteúdo tem que oferecer ao usuário. Nesse post aqui a gente explica de forma bem detalhada para você. Confira.

  • Links Externos

    O Google respeita a autoridade. Baseado nisso te ranqueará melhor à medida que você a conquiste. Assim, quando citar dados estatísticos, opiniões, comparações, sempre que possível gere links externos para que as pessoas tenham acesso à fonte das mesmas. Da mesma forma, use links que apontem para fontes confiáveis. Adicionalmente, tente fazer contato com esses sites para s quais você está fornecendo um link, e veja se consegue que ele faã o mesmo por lá. Isso influenciará direto na autoridade e relevância do seu site.

  • Tamanho do conteúdo

    Deixe de lado o blablabla. Produza conteúdo interessante sem se alongar desnecessariamente. Portanto, não existesm fórmulas mágicas para determinar o tamanho do seu conteúdo, mas, evite ter menos de 1.000 caracteres num texto. Se for produzir um conteúdo com mais de 5.000 caracteres, se assegure que está indo direto ao ponto e oferecendo conteúdo de qualidade para quem o lê. Ou seja, não ecnomize nem exagere no conteúdo. Garanta que ele é bom.

  • CTAS – Call to Action

    Essa sigla significa “Call to Action” e significam literalmente chamar para a ação. O uso de palavras como CONFIRA, CLIQUE, COMPRE, VEJA, LEIA e muitas outras semelhantes é muito importante para o seu conteúdo. Colocá-las no lugar certo faz uita diferença e direciona seu consumidor para onde você quer que ele vá.

Conclusão

Ainda existem outros diversos fatores que podem influenciar a performance do seu conteúdo no google. Um deles eu chamo de Check-Up de Conteúdo. Colocar SEO na sua rotina de construção de conteúdo é um passo muito importante para melhorar a efetividade do seu material. Assim, o segredo é ir descomplicando o entendimento do SEO e e começar a fazer isso naturalmente.

Confira nossos post anteriores e deixe seus comentários e sugestões. Gostaria que abordássemos algum tema específico? Deixe aqui nos comentários também. E se quer saber mais como otimizar e produzir melhores conteúdos ou se estiver procurando assessoria especializada para isso, será um prazer conversarmos.

 

 

Deixe um comentário